quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Premonição (2000)

(Final Destination, 2000, James Wong)



Agora vamos falar, talvez não com muito entusiasmo quanto falei do primeiro, mas sem desmerecer o filme, até porque ele é legalzinho; de "Premonição" de 2000.

Final Destination, seu nome original, veio com a onda de novos filmes de terror teen que voltaram à moda no final dos anos noventa e introduziu aos clichês desses filmes um novo elemento: a Dna. Morte como a vilã principal. Sim, afinal que coisa mata e causa mais medo que a Morte em si?!?! Uma coisa que o filme acertou a mão foi não terem mostrado a morte, digo, não terem colocado algo para representá-la, como aquela caveira com uma capa preta segurando um cajado que todo mundo pensa quando se fala na dona Morte, ela é mantida oculta deixando, sendo percebida apenas por sombras ou ventos repentinos que antecedem a morte dos personagens. Convenhamos que seria meio engraçado ela aprecendo materializada pra matar as pessoas, né?! Estragaria o filme que já não tem muitas qualificações.

Mas a Morte não é personagem principal. Ela é apenas a vilã na vida de jovens que se atreveram a desafiá-lo depois de escapar de suas garras: quando Alex Browning (Devon Sawa - de Desafio Radical e a sárie Nikita) está prestes a sair de viajem de avião junto de seus colegas para uma excursão com o colégio, então ele pega num cochilo antes mesmo do avião embarcar e tem um pesadelo de que o mesmo irá explodir. Aflito, ele acorda e ao ver que o avião ainda não embarcou fica desesperado e sai gritando pra todos dentro dele de seu sonho e que o mesmo irá explodir. Um colega seu (Kerr Smith - Dawson's Creek)começa a brigar com ele por estar fazendo eles pagarem mico e então o segurança são acionados e os colocam pra fora do voô, nessa também saem do avião o melhor amigo de Alex - Tod (Chad Donella - Comportamento Suspeito), a professora (Kristen Cloke - Natal Negro) que vai acalmá-los, a namorada do colega briguento (Amanda Dermet - da série Os Amigos de Brian), uma colega que ficou assustada como relato de Alex e que sai com medo (Ali Larter - A Casa da Colina, Resident Evil 3 e 4 e a série Heroes), fora um outro aluno do colégio que não conseguiu embarcar e ficou de fora do avião (Seann William Scott - o eterno Stifler dos filmes American Pie). Pela baderna causada, eles são aconselhados a esperarem o próximo vôo, e assim o fazem e quando o avião o qual estariam viajando explode em sua partida, Alex acha que teve uma premonição. A premonição acaba por aqui, o que acontece depois, são pequenos presságios que ocorrem a ele quando um a um de seus colegas que sobreviveram àquela tragédia começam a morrer misteriosamente e que antes disso tem pequenos “avisos” do destino, como visões, começando a perceber que a morte tem um planejamento de como matar pessoas e que usando seus presságios de forma certa ele poderá enganá-la e salvar seus amigos. Mas, acontece que o raio não cai duas vezes no mesmo lugar e se você escapou da morte uma vez, talvez, não consiga escapar outra.

A história é um pouco interessante, porém, bem previsível, você já sabe que no final ou eles escapam ou não de morrerem outra vez. O que salva (acho que o maior motivo pelo sucesso do filme), não só esse mais os outras sequências dele (sim, teve sequências, assim como seus parceiros Pânico e Eu sei o que Vocês fizeram o Verão passado), foram as mortes bem violentas, regadas a Gore, que se sucederam nele. Tirando isso seria um filme de terror adolescente qualquer lançado durante esse período. Desculpa, caso tenha sido muito rude ao analisar esse filme, mas, depois de assistir à obra de Fulci é difícil assistir esse e encher de elogios, quando não tem muito o que se dar, mas o filme não deixa de ter seu entretenimento!

Suas sequências até agora contabilizam em 5, sendo a última de 2011, e com previsões de mais dois filmes: um pra esse ano e um pra 2015. O que eu não entendo, já que [SPOILER!!!!] se o último filme lançado foi uma espécie de prelúdio do primeiro, fechando assim o círculo da franquia, por que diabos criar mais 2?!?!?! [SPOILER!!!] Com o perdão do trocadilho infame, eu tenho premonições de que essas novas continuações serão bosta na certa!


Enfim, se fomos parar para analisar, o "Premonição" do Lucio Fulci tem mais à ver com o nome recebido em terras tupiniquins do que esse filme aqui, já que, como eu havia dito, a cena de premonição se resume a só uma aqui, e o resto que ele tem são presságios. E Presságios acho que cairia melhor como nome dele, ou, pelo menos, Destino Final que é a tradução ao pé-da-letra do nome orignal que é um trocadilho entre a expressão “destino final” que é usada para o destino de uma viagem de avião (óbvio!) com o “destino final” de cada um, ou seja a morte!

Nota: 6 / 10