domingo, 26 de janeiro de 2014

Os Caça-Fantasmas

(Ghostbusters, 1984, Ivan Reitman)




O filme de hoje será o dono do primeiro post off-topic daqui do blog. Hoje vou falar dos "Caça-Fantasmas". Um clásssico da Sessão da Tarde e dos anos 80 que quem viveu esses anos ou os anos 90 e não conhece esse filme, por favor se mata, pois com a repercussão que esse filme teve em seu lançamento e o tanto que foi reprisado na TV, não é possível que alguém nunca tenha assistido! Tá ok, que ultimamente ele foi esquecido até a Globo ano passado ter tirado ele do fundo baú e ter passado novamente na Sessão da Tarde, acho que isso foi por outubro/novembro, não me lembro bem. Mas, poxa, até o Chris e o Greg cabularam aula pra ver esse filme e acabaram se dando mal, hahaha!

"Os Caça-Fantasmas" não foge muito do tema do blog, pois, tem muitas referências de filmes de terror e vários elementos do cinema fantástico (como o prórpio nome já diz: "fantasmas"), mas, por se tratar de uma comédia eu vou colocá-lo como off-topic. Ah, e também o filme conta ainda com a participação da musa dos aliens e também dos humanos (risos) Sigoruney Weaver (aliás, ela está com uma beleza e um corpo de deixar qualquer modelo no chinelo! Desculpa, Gisele Bündchen, mas a Sigourney quando era mais nova era melhor que você, na minha opinião!). Aqui ela não é destruidora/aniquiladora de nenhuma criatura e sim como uma vítima delas: quando coisas estranhas começam a acontecer em sua casa, como por exemplo sua geladeira se transformar em um tipo de portal com uma dimensão malígna com estranhas criaturas, Dana Barrett (Sigourney) resolve procurar os Caça- Fantasmas, após ver um anúncio deles na televisão. Eles são um grupo formado pelos doutores Egon Spengler (Harold Ramis) - o mais sério do grupo, Ramond Stantz (Dan Aykroyd) - o fanático por aventuras e Peter Venkman (Bill Murray) - o charlatão que usa seu conhecimento para se sobressair e conquistar as mulheres (e usará isso para conquistar a primeira cliente que nada mais é que Dana); que após serem expulso da universidade em que lecionavam parapsicologia resolveram sair da teoria e praticar seus conhecimentos sobre o paranormal caçando fantasmas. Eles caçam e prendem os fantasmas em uma câmara que usa de energia nuclear para manter sua estabilidade, logo as armas que usam também e, não demora muito até que um ambientalista (William Atherton) consegue um mandado para destruir esse equipamento não pensando na consequência disso acabando por liberar novamente os fantasmas e dando início a um apocalipse fantasmagórico, cujo o acontecimento tem haver com os incidentes estranhos do apartamento de Dana colocando, não somente ela, mas outros moradores do prédio, que esconde um segredo sombrio, em perigo. Mas os Caça-Fantasmas não "brincam" em serviço (mesmo que seus cargos tenham sido cassados e suspensos), principalmente Venkman que fará de tudo desde convencer o prefeito da cidade e até lutar com um deus malígno para salvar Dana (e também a humanidade, mas isso em segundo plano - risos)!

Com certeza uma pérola dos anos 80 com atores figurinhas carimbadas daquela época, principalmente de filmes de comédia como é o caso de Bill Murray (Tootsie e Recrutas da Pesada - que até mesmo o filme o satiriza, como numa parte do filme entre um diálogo entre seu personagem Venkman com Dana a mesma diz que ele não tem cara de ser doutor e sim um comediante), Dan Aykroyd (Espiões entrando numa Fria e Os Pilantras 2 - e que também, junto com Harold Ramis, além de atuar roteirizaram o filme e a sequência de 1989) e ainda a participação de  Rick Moranis. o inventor Wayne da trilogia "Querida, estiquei/encolhi alguma coisa" também clássicos das tardes de filmes nas décadas passadas.

Os efeitos especiais, apesar de não serem dos melhores (e hoje, óbviamente, estarem datados), na época concorreu a vários prêmios, indicados em categorias relacionadas a isso. Mas, não foram os efeitos especiais que deram prêmio ao filme, mas, sim a trilha sonora, ou melhor dizendo, a música composta/interpretada por Ray J. Parker, tema do filme, que leva o nome do mesmo como título: "Ghostbusters". A música foi indicada em vários prêmios de cinema na categoria "melhor canção" (vencendo apenas um: no BAFTA de 1985) e é com ela que eu encerro o post com chave de ouro e um clima de nostalgia inesquecível que só as trilhas sonoras de filmes (e os filmes também) passados sabem nos deixar: 

"Who you gonna call? GHOSTBUSTERS!" ♪♫♪♫♪♫:

Nota: 8 / 10